Relatório da ONU adverte sobre catástrofes ambientais dos próximos anos


Mais dados do relatório da ONU sobre mudanças climáticas afirmam que economias baseadas na pesca, ecossistemas, agricultura de subsistência, pecuária, irão falir nos próximos anos. Esse fato será fundamental para a migração forçada.

O relatório aponta ainda que as chuvas podem diminuir pela metade até 2080. As mudanças no clima deverão aumentar a freqüência e a intensidade de desastres naturais, como ciclones, enchentes ou secas. No norte do continente africano e no México, os agricultores já estariam deixando suas propriedades por conta das alterações nos padrões de precipitação.

Pelo menos 40 países devem sofrer com o aumento do nível do mar. Regiões densamente povoadas, como é o caso dos deltas do Nilo Mekong e Ganges devem sofrer intrusão de água salgada, alagamentos, erosão e destruição da agricultura.

Nações em ilhas do pacífico, como as Maldivas, com cerca de 300 mil habitantes, começam a considerar planos de relocação. Há uma projeção apontando que haverá elevação de dois metros para este século, fato que inundaria metade dos 3 milhões de hectares cultiváveis ás margens do Mekong, no sudeste asiático.

Fúlvio Costa, com informações do Relatório da ONU

O relatório In search of shelter pode ser baixado em www.ciesin.columbia.edu/documents/clim-migr-report-june09_final.pdf
Reações: 

0 Response to "Relatório da ONU adverte sobre catástrofes ambientais dos próximos anos"

Postar um comentário