“Ainda este ano o mundo abrigará 1 bilhão e 20 milhões de famintos”, estima FAO


“1 bilhão e 20 milhões de pessoas em 2009”. Este é o número de famintos que o mundo irá abrigar até o fim do ano, segundo cálculos da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO).

De acordo com a organização, em comparação ao ano passado, o mundo ganhou mais 100 milhões de famintos. O que em números significa que 99% dessas pessoas vivem em países em desenvolvimento.

A FAO aponta que a crise econômica só agravou a situação dos famintos. “Os altos índices de desemprego e a redução salarial também levaram mais famílias a baixar a quantidade de refeições diárias”, declarou a organização.

O diretor-geral da FAO, Jacques Diouf, disse que a fome é uma crise silenciosa que afeta agora 1/6 da população global. Para ele, o problema é um grave risco para a paz e a segurança no mundo.

Em nota publicada na última sexta-feira, 19, o chefe da FAO pediu aos países pobres para reforçar sua produção agrícola porque o setor é essencial na luta contra a pobreza e a fome. O número de famintos tem aumentado em todo o mundo com exceção da América Latina e do Caribe. A região com a maior parte das pessoas que passam fome é a da Ásia-Pacífico, seguida pela África Subsaariana, América Latina, norte da África e o Oriente Médio.

Fúlvio Costa, com informações da Rádio ONU
Reações: 

0 Response to "“Ainda este ano o mundo abrigará 1 bilhão e 20 milhões de famintos”, estima FAO"

Postar um comentário