Igreja Católica do Ceará discute “Vida Sustentável no Semiárido”


Desde ontem acontecem os trabalhos do Seminário “Vida Sustentável no Semiárido” no auditório do Banco do Nordeste, em Fortaleza, Regional Nordeste 1 (Ceará) da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Na abertura estavam presentes o superintendente do Escritório Técnico de Estudos econômicos do Nordeste (Etene), Dr. José Cidrião de Alencar Júnior, representando a entidade parceira, o Banco do Nordeste do Brasil; o deputado Teodoro Soares, representando a Assembléia Legislativa do estado do Ceará e o Cícero Cavalcante de Souza, além dos bispos de Fortaleza e Itapipoca, respectivamente, dom José Aparecido Tosi marques e dom Antônio Roberto Cavuto.

Dom Antônio Cavuto, secretário da Comissão Episcopal para o Semiárido, da CNBB, afirmou que é preciso garantir meios para poupar a água: “A água Deus nos dá”, disse dom Antônio, “resta-nos garantir meios para guardá-la”. Segundo ele, iniciativas nascidas no seio do povo, simples e eficientes, precisam tocar os grandes e a Igreja pretende fazer chegar aos governos essas vozes e propostas, a maioria das vezes tão simples e eficazes.

Já o professor e doutor em geografia da Universidade Federal do Ceará (UFC), José da Silva Bozacchiello, e membro da coordenação do evento, fez um resgate histórico do semiárido, partindo de sua conotação climática até o atual entendimento do bioma e resgatou a memória dos dois seminários já realizados pela CNBB nos anos de 1982 e 1992.

Segundo o doutor, muitas das colocações feitas à época hoje estão superadas e a ideia de combate à seca é agora compreendida como a necessidade de conviver em harmonia com o semiárido: “Hoje se exige uma visão do que se faz, na prática e do que se precisa, em termos de apoio, para que tal convivência seja proveitosa para o homem e para a natureza”, sublinhou.

À tarde, a Secretária de Planejamento e Gestão do estado do Ceará, Silvana Parente, expôs os números e as propostas de políticas públicas do estado para o Semiárido cearense.


Fúlvio Costa, com informações da Pastoral da Comunicação da diocese de Itapipoca
Reações: 

0 Response to "Igreja Católica do Ceará discute “Vida Sustentável no Semiárido”"

Postar um comentário