Na Rede – Aspecto Ecológico: um blog que se preocupa com o desenvolvimento sustentável



Por que publicar um blog sobre o tema “Ecologia”?
Porque o próprio significado da palavra ecologia nos remete a algo que devemos nos preocupar bastante: oikos,que significa casa, e logos, que significa estudo. Logo, resume-se em estudar a própria casa ou o ambiente no qual vivemos. Trata-se de olhar para si, mas também para o próximo ao seu redor e perceber que não estamos sós e que, o que nós fazemos, também afeta as pessoas, os animais e tudo o que está vivo.

Quais são os reais objetivos do blog?
Objetivo é uma palavra forte a qual temos que nos perguntar sempre que pretendemos realizar algo. No caso da temática ecologia, estamos mexendo com um dos assuntos mais delicados do momento: vida, saúde, educação ambiental. Esta última é o primeiro objetivo deste portal: despertar para a educação ambiental a partir dos atos mais simples. Ou seja, cuidar dos aspectos ambientais.

De onde surgiu sua paixão pela temática ambiental – ecológica?
Surgiu no dia-a-dia. Na observação. Vejo as pessoas nas estradas lançando fora de seus carros garrafas de coca-cola sem nenhuma cerimônia. Chicletes grudam em nossos pés em locais públicos e privados. As ruas estão sujas – mesmo que o poder público esteja atento para isso, portanto, trata-se mesmo de educação. A atitude surge quando você é educado para aquilo ou quando passa a freqüentar ambientes que te digam: Opa! Não faça isso amigo! Digamos que aprendemos com as quedas. Aí começamos a nos policiar para fazer o correto – ao invés do errado.

O blog será atualizado frequentemente?
Este é outro objetivo que poucos alcançam. Criar um blog é muito fácil. Difícil é dar vida a ele ao longo dos dias – meses – anos. Vou tentar atualizá-lo – mas com publicações que façam sentido para seus leitores, que ajude na educação para a ecologia e seus derivados.

Em quem você se espelha e se atualiza para ficar a par da questão ecológica?
A principal figura que eu me espelho é o Chico Mendes – nosso herói das florestas. Passei a gostar dele a partir da leitura de Chico Mendes – Crime e Castigo – do jornalista Zuenir Ventura. Conta passo a passo a história do seringueiro que se transformou em herói brasileiro, que pena que o título só foi lhe dado depois de sua morte. Também admiro a sabedoria do escritor Leonardo Boff ao se referir sobre ecologia. Ele criou uma forma de falar de ecologia relacionando a temática com espiritualidade, o que é valioso para chamar a atenção e conscientizar – uma vez que as pessoas passam a ter temor sobre o desmatamento, que, segundo Boff, fere a própria humanidade. Entre suas obras – gosto da coleção “Virtudes para um outro mundo possível”.

Você já estuda ou pretende se aprofundar (estudar) sobre essa área?
Eu já estudo sobre essa área sozinho. Leio bastante sobre o tema e estou sempre informado sobre o assunto. O que acontece sobre aquecimento global, novas tecnologias para preservar o meio ambiente – bem como poupar água, energia elétrica, entre outros eu sempre procuro conhecer. Mas, a partir de fevereiro, iniciarei uma pós-graduação – latu sensu em Jornalismo Ambiental, pela Universidade Católica de Brasília (UCB). Será minha primeira especialização formal no assunto. Meu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) em Jornalismo também será nesta área. Pretendo também futuramente fazer o curso de Biologia – o qual sou apaixonado.

Para finalizar – gostaria de saber sua opinião sobre o porquê se ser tão difícil as grandes potências conseguirem se desenvolver ecologicamente.
Boa pergunta. Na verdade – nenhum país foi feliz, até o momento, em conciliar desenvolvimento e ecologia. Ou seja, o tão propalado desenvolvimento sustentável. Isso porque se você investe em sustentabilidade, consequentemente você despreza o desenvolvimento. Ou, se você aplica em indústrias – fábricas, da mesma forma você despreza a sustentabilidade. Ainda não conseguiram a conciliação. Se não há conciliação, os países preferem conduzir-se por meio do desenvolvimento e com isso, o futuro fica cada vez mais incerto. O maior exemplo é protocolo de Kioto, o qual os Estados Unidos da América não quis assinar.

Fúlvio Costa

Foto/créditos: Google divulgações
Reações: 

1 Response to "Na Rede – Aspecto Ecológico: um blog que se preocupa com o desenvolvimento sustentável"

  1. Carolina Says:

    EXCELENTE! Très bien monsieur!!

Postar um comentário