“Taxa sobre petróleo pode ajudar a combater aquecimento global”, diz Carlos Minc


10% de cobrança de imposto sobre o lucro das empresas petrolíferas. Esta é a cobrança proposta pelo Brasil no combate ao aquecimento global, segundo o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, durante o Encontro Ministerial de Meio Ambiente de Siracusa, na Itália.

O ministro ainda ressaltou que o preço do barril que está em torno de 50 dólares, não será afetado com o imposto. "A indústria internacional do petróleo pode suportar um imposto sobre seus benefícios", afirmou Minc.

O diretor-executivo do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) Achim Steiner, afirmou que até o fim de 2009 será concluído em Copenhague um novo acordo sobre as emissões de gases-estufa. Disse também que há diferenças fundamentais entre os países na negociação desse novo acordo que precisam ser resolvidas.

Minc, por sua vez, sublinha que há uma “grande desconfiança” entre os países do Norte e do Sul acerca das negociações internacionais de clima. O diretor-executivo do Pnuma disse estar saindo “preocupado” de Siracusa, por ainda não ver concretizada as negociações sobre as metas de redução de emissões que devem ser adotadas pelos países, bem como a questão de financiamento para os países da periferia do mundo poder cortar suas emissões de gases poluentes na atmosfera.

Steiner ainda alertou para o tempo que está se esgotando."A conversa está começando a se concentrar em como as parcerias poderão ajudar cada lado a entregar as ambiciosas demandas que o outro lado tem", disse. "O tempo de esperar que o outro lado dê o primeiro passo já passou."

O Brasil preside o grupo dos 17 países em desenvolvimento que detêm maior biodiversidade. Os ministros e representantes da ONU se reuniram num castelo medieval de Siracusa para falar de biodiversidade e mudança climática. Segundo Minc, houve progresso na reunião em relação à necessidade de que a proteção à biodiversidade se torne uma prioridade na Conferência do Clima da ONU em Copenhague.

Fúlvio Costa, com informações do MMA
Reações: 

0 Response to "“Taxa sobre petróleo pode ajudar a combater aquecimento global”, diz Carlos Minc"

Postar um comentário